• Linha Direta
  • UCI
  • 213 002 042 | 932 442 604
  • Crédito habitação

    Empréstimo habitação ou arrendar casa: qual a melhor escolha?

    21 JAN 2021
    Tempo de leitura: 4 Minutos
    ESCRITO POR UCI
    Empréstimo habitação ou arrendar casa: qual a melhor escolha?

    Pedir um empréstimo habitação ou arrendar casa? Qual o melhor para si? Fique a conhecer os prós e contras das duas opções.

    Comprar ou arrendar, eis a questão? Mas mais do que uma pergunta, optar por pedir um crédito habitação ou arrendar uma casa, tornou-se num dilema de vida, especialmente para os jovens.

    Importa por isso conhecer as vantagens e desvantagens de comprar casa e optar por um empréstimo habitação ou arrendar e fazer desse imóvel a sua casa, para poder conscientemente tomar a melhor opção!

    Prós e contras de um empréstimo habitação

    Comprar casa é sinónimo de independência e é também o sonho de muitas pessoas. Apesar de ser um investimento a longo prazo, o empréstimo habitação permite-lhe ter um espaço seu, para habitar durante o tempo que desejar, sem estar preocupado com renegociação de contratos e mudanças periódicas.

    O empréstimo habitação é uma forma de permitir, a quem precisaria de décadas para juntar o dinheiro suficiente para comprar uma casa, poder fazê-lo de imediato. E a partir do momento em que avança com a compra e com o crédito habitação, a casa torna-se sua. Pode pintar, remodelar, fazer pequenas melhorias, sem ter de se preocupar com a opinião do senhorio. Pode fazer o que quiser num espaço que é seu.

    Comprar casa traz também segurança, estabilidade e futuro. Além de estar a investir em algo que é seu (contrariamente ao arrendamento), pode rentabilizar o imóvel vendendo-o a um preço mais elevado num momento em que o mercado estiver em alta. Ou até arrendá-lo a alguém e ter assim uma fonte de rendimento fixa.

    E há ainda outra vantagem essencial: o empréstimo habitação tem um encargo mensal inferior ao de arrendar uma casa no mesmo local. Antes de tomar uma decisão, aproveite e faça uma simulação do seu caso para comparar os valores. E se não tem a certeza de querer viver na mesma casa para sempre, não há problema nenhum! Pode no futuro trocar de casa, com a vantagem de já ter um bem que é seu, o que ajudará a obter melhores condições de crédito.

    A particularidade do empréstimo habitação é que, para conseguir aprovar o crédito habitação, é necessário preencher alguns requisitos. Por exemplo, ter um vínculo de trabalho estável e um nível salarial que permita que as despesas com créditos não superem metade dos rendimentos, de forma a ter uma boa taxa de esforço.

    Adicionalmente, poderá ser preciso ter capacidade para dar uma entrada de pelo menos 10% do valor da casa.

    Atualmente a única exceção são os imóveis da banca, que podem ter crédito habitação a 100% financiamento.

    Lembre-se também que terá de assumir responsabilidades ligadas à manutenção da casa e pagar anualmente o IMI.

    Somando todas as vantagens e desvantagens, comprar casa recorrendo a um empréstimo habitação é uma solução especialmente indicada para quem tem uma poupança e quer poupar recursos a médio/longo prazo.

    Vantagens de uma renda mensal

    Arrendar casa tem também as suas vantagens, sendo particularmente apetecível para quem quer sair rapidamente da casa dos pais. É também uma opção para quem procura flexibilidade e liberdade de escolha. O processo para arrendar casa é mais simples e rápido do que o do empréstimo habitação. Assim, é uma boa opção para jovens em início de carreira, sem certezas sobre mudar de cidade, país, ou apenas de rua.

    No arrendamento, mudar de casa será muito mais fácil e o nível de responsabilidade é também menor. Arrendar uma casa significa por isso, liberdade e simplicidade, mas significa também gastar mais dinheiro mensalmente. Paga renda de um imóvel que nunca será seu, estando sujeito às vontades e disponibilidade do senhorio. Nunca é certo quanto tempo irá permanecer na mesma casa, o que pode obrigar a uma mudança num momento pouco conveniente e condicionará também muitas decisões quanto a mobiliário e a eletrodomésticos. Isto não irá acontecer se recorrer a um empréstimo habitação e a casa for sua.

    Uma das principais motivações para arrendar é não haver uma entrada obrigatória, o que não é totalmente verdade. Muitos senhorios aproveitaram o facto de o mercado estar em alta para pedirem vários meses de caução. Isto implica também ter um valor considerável de poupança e estar disposto a empatar esse valor.

    Cada caso é um caso. Qual é o seu?

    Financeiramente falando, um empréstimo habitação é a escolha mais recomendada para a maioria dos casos. Porque obriga a um maior investimento inicial, mas que é compensado por uma prestação que será tendencialmente inferior à renda que pagaria pela mesma casa. Com a vantagem adicional de a casa ser sua e de não ter de se preocupar o que vai fazer com todos os seus pertences se o senhorio decidir de um momento para o outro vender a casa.

    É certo que arrendar dá uma maior liberdade, mas comprar casa contraindo um empréstimo habitação não é tão limitador como possa parecer à primeira vista. Não está necessariamente a comprar uma casa para a vida toda, e poderá mudar quando entender que o deve fazer, com a vantagem de, sendo já proprietário, estar numa posição negocial muito melhor.

    Por isso, se tiver alguma poupança e estabilidade financeira, comprar casa recorrendo a um empréstimo habitação é uma excelente opção, que lhe permitirá poupar recursos a longo prazo e até reaver o valor investido.

    Agora, só tem que dar o primeiro passo para comprar casa e fazer o seu Pedido de Empréstimo Habitação.

    Os artigos de Blog da UCI tratam de temas atuais que pretendem ser úteis aos nossos leitores. No entanto, é possível que alguns dos artigos mais antigos possam conter informações desatualizadas. Por isso, aconselhamos que verifique sempre a data de publicação do artigo.

    Partilhar